A 12ª edição do WAW RJ abordou o tema “Links Patrocinados para Conversão: como melhorar sua campanha online”. Em clima de Copa do Mundo, a palestrante Lisane Andrade, gerente de Links Patrocinados e Co-Fundadora da Agência Wattz, apresentou treze dicas “matadoras” a respeito das melhores métricas a se escolher, de acordo com o objetivo de cada empresa.

De acordo com ela, o primeiro ponto a se observar é a diferença entre as ferramentas de análise. Os resultados do Google AdWords e Google Analytics podem variar de acordo com as circunstâncias, até porque o primeiro registra cliques e o segundo, visitas. Além disso, o AdWords filtra cliques inválidos de seu relatório, enquanto o Google Analytics mostra todos os dados.

Lisiane também falou dos índices de qualidade, afirmando que, em geral, o CTR (cliques por impressões) é o mais importante deles, porém, nenhuma métrica deve ser analisada isoladamente. Para ratificar essa fala, André Folli da DP6, que brilhantemente participou da mesa redonda, assegurou que “a internet não foi feita para auditoria. As ferramentas são de trend. Pegar os números, especialmente de forma isolada, pode causar estresse e decepção. A análise dos dados deve ser feita em conjunto com os efetivos resultados da campanha”.

A taxa de conversão também teve destaque, já que é o principal objetivo da maioria das empresas. Se a taxa de cliques é alta e a de conversão é baixa, é necessário avaliar a qualidade da landing page e buscar possíveis aperfeiçoamentos com testes A∕B. Para ela, “o consumidor não tem que pensar onde deve clicar, o call to action (CTA) deve saltar aos olhos, facilitando o processo”. Já o custo por conversão, segundo a palestrante, tem muito a ver com as palavras-chaves utilizadas, sendo sensato substituir aquelas que custam caro e convertem pouco.

As parcelas de impressão e de impressão perdida servem para saber onde pode estar o erro de determinada campanha, tornando possíveis algumas melhorias, como aumento do custo por clique ou aumento do orçamento da campanha. O objetivo é um alcançar um ROI (retorno de investimento) positivo para a empresa.

Lisiane abordou também a questão das segmentações demográfica, por dia da semana, horário e dispositivo. De acordo com ela, é preciso analisar em que lugares as campanhas têm mais retorno e aumentar o investimento nessas praças. O contrário também é válido, pois se algum dia da semana ou horário não dão muito retorno, vale diminuir o CPC e poupar verba. Sobre os dispositivos, se o site da empresa não for otimizado para mobile, o CPC deve ser menor que o de desktop.

Por fim, a gerente da Wattz falou sobre o funil multicanais, afirmando que “todo caminho que leva à conversão é importante”, ou seja, analogamente ao futebol, “todos os jogadores são essenciais para se fazer o gol”, finalizou.

 

Lisane Andrade, gerente de Links Patrocinados e Co-Fundadora da Agência Wattz, apresentou treze dicas “matadoras” a respeito das melhores métricas a se escolher, de acordo com o objetivo de cada empresa.

Lisane Andrade, gerente de Links Patrocinados e Co-Fundadora da Agência Wattz, apresentou treze dicas “matadoras” a respeito das melhores métricas a se escolher, de acordo com o objetivo de cada empresa.

André Folli, da DP6, enriqueceu o debate após a palestra com seu conhecimento e didática.

André Folli, da DP6, enriqueceu o debate após a palestra com seu conhecimento e didática.